Aqui você pode pesquisar os planos existentes

 


Uma lição construída sobre as ruínas da Grécia Antiga

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

Analisar traços dos diferentes períodos da história grega e reconhecer a importância dos vestígios arqueológicos.

Conteúdo(s) 

 

Ano(s) 
Material necessário 

Cronologia da Grécia Antiga


Período Greco-romano (31 a.C. a 395 d.C.)
A civilização romana assimila a cultura grega e a transmite às novas gerações. O governo do imperador Adriano, citado na reportagem de VEJA, faz parte desta fase

Período Helenístico (323 a 31 a.C.)
31 a.C. Cleópatra se suicida. Cai o reino do Egito. O domínio romano é completo
168 a.C. Enfraquecida por divisões internas, a Macedônia tomba ante os exércitos romanos. A seguir, cai o reino da Ásia
323 a.C. Alexandre morre na Babilônia. Seus generais dividem o império em três partes: os reinos da Macedônia, do Egito e da Ásia

Período Clássico (500 a 323 a.C.)
335 a 330 a.C. Alexandre expande seu império. Os domínios gregos incluem Egito, Pérsia, Turquia, Afeganistão e parte da Índia
336 a.C. Filipe II é assassinado. Seu filho Alexandre o sucede
359 a 338 a.C. Filipe II da Macedônia torna-se rei supremo da Grécia
399 a 330 a.C. Apogeu da filosofia grega, com Sócrates, Platão e Aristóteles
429 a.C. Sófocles produz a peça Édipo Rei
431 a 404 a.C. Guerra do Peloponeso, entre Atenas e Esparta
448 a.C. Péricles consolida o império ateniense
490 a 479 a.C. Guerras Pérsicas. Os persas são derrotados

Período Arcaico (750 a 500 a.C.)
507 a.C. Clístenes restaura a democracia ateniense
520 a.C. A Pérsia domina a Jônia
530 a.C. Apogeu de Tépsis, fundador da tragédia grega, e do matemático Pitágoras 580 a.C. Tales e Anaximandro ensinam Filosofia e Ciências
610 a.C. O uso da moeda cunhada espalha-se pela Grécia
683 a.C. A aristocracia estabelece a República em Atenas. Arcontes eleitos 
por um ano governam a cidade-Estado
705 a.C. Arquitetos gregos começam a construir em pedra

Período Antigo (1050 a 750 a.C.)
776 a.C. São realizados os primeiros Jogos Olímpicos
1130 a.C. O ferro é usado na fabricação de armas e outros artefatos
1200 a.C. Os dórios invadem a Grécia, destruindo a civilização micênica

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Na capital grega, os operários do metrô vêm participando de escavações arqueológicas involuntárias. Segundo a surpreendente reportagem de VEJA, o acaso trouxe à tona relíquias que revelam aspectos da vida social e cultural da civilização helênica. Convide os alunos a ir mais fundo nas descobertas, acompanhando o plano de aula.

2ª etapa 

Pergunte aos estudantes o que eles sabem sobre o trabalho dos arqueólogos. Alguns podem mencionar o herói Indiana Jones, personagem cinematográfico que vive aventuras enquanto procura tesouros ancestrais. Trata-se de uma imagem exageradamente glamourizada, mas pode servir de ponto de partida para a discussão. Faça-os perceber a Arqueologia como uma ciência que estuda as culturas em diferentes momentos históricos, valendo-se de vestígios materiais: ruínas, ossadas e objetos diversos. O trabalho é realizado em locais selecionados, os sítios arqueológicos, onde estão as peças a ser coletadas. Encomende um levantamento sobre as técnicas utilizadas para a identificação e a datação de um achado.

3ª etapa 

Peça que os alunos leiam atentamente o texto de "Tesouro nos Trilhos". Ele faz referência a algumas passagens da história grega, como a Guerra do Peloponeso e o governo de Adriano II. Escreva em tiras de cartolina alguns dos fatos enunciados no quadro da página ao lado, suprimindo as datas. Estenda na sala de aula um varal de barbante e proponha que a turma use pregadores de roupa para pendurar as tiras em ordem cronológica.

4ª etapa 

Se necessário, corrija os enganos. Então divida a classe em grupos e sugira pesquisas sobre os diferentes períodos da história grega: Antigo, Arcaico, Clássico, Helenístico e Greco-romano (pode haver mais de um grupo por tema). As equipes devem detalhar os marcos de cada fase, além de buscar imagens, reproduções de documentos ou descobertas arqueológicas. No final, os grupos devem expor os resultados e interpretar o texto ou documento escolhido.
 

5ª etapa 

Teça algumas considerações sobre esses períodos para auxiliar a execução da tarefa. Explique que obras como os épicos Ilíada e Odisséia, de Homero, são fundamentais para a compreensão do processo de formação da sociedade grega. Segundo os especialistas, a maior parte das informações históricas contidas nesses poemas diz respeito à época imediatamente posterior à queda da civilização micênica.

6ª etapa 

Sugira que os grupos comparem alguns aspectos sociais da Grécia Antiga com a evolução histórica do Brasil. Aborde a escravidão, as relações comerciais, a democracia e as várias formas de organização política.

7ª etapa 

Oriente as equipes a refletir e tomar posição sobre a seguinte questão, considerando o material de pesquisa que escolheu para trabalhar: Algum tipo de documento é mais "verdadeiro"? Existe mais subjetividade em afrescos e peças de cerâmica do que num documento escrito? Há conhecimento objetivo na História? Explore ao máximo as informações de VEJA para esquentar o debate.
 

8ª etapa 

A reportagem "O Rosto de Cristo" permite que a discussão enverede por outros caminhos. Depois de promover a leitura do texto em classe, pergunte se existe contradição nas seguintes afirmações: "Para a História, Jesus Cristo é um homem sem rosto" e "A imagem de Jesus como a conhecemos atualmente não é invenção de algum artista com faro para o marketing. Ela veio de relíquias que se acredita terem sido legadas pelo próprio Salvador". Afinal, uma obra de arte pode ou não funcionar como documento histórico? Sob que critérios?

Créditos:
Roberto Catelli Junior
Formação:
Professor de História do Colégio Santa Maria, de São Paulo
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.