Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Países megadiversos

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 
  • Ler mapas temáticos ambientais;
  • Introduzir noção de megadiversidade;
  • ​Analisar tabelas e construir gráfico.

 

Conteúdo(s) 
  • Leitura de legendas de mapas temáticos ambientais;
  • Elaboração de carta regional com símbolos precisos;
  • Conceito de megadiversidade.

 

Ano(s) 
Tempo estimado 
De cinco a seis aulas
Material necessário 
  • Lápis preto e colorido, prancheta para desenho, cola, canetas hidrográficas, cópias dos mapas temáticos citados, Atlas de Geografia.
Desenvolvimento 
1ª etapa 

Coloque no quadro a pergunta "Porque alguns países possuem uma megadiversidade?". Questione se os alunos já ouviram falar sobre esse conceito. Organize uma sequência de imagens de fauna e flora para que eles percebam a variedade das formas de vida em diferentes regiões do planeta. (Para saber mais sobre biodiversidade, leia a reportagem Biodiversidade nas regiões tropicais cai 60% em 40 anos, produzida pelo Planeta Sustentável).

Durante a exposição, converse com a classe sobre a riqueza de espécies de alguns locais do mundo - entre eles as florestas tropicais, as florestas temperadas, os desertos, as montanhas e os oceanos. Mostre aos alunos que a vida se distribui de modo desigual no planeta, sendo pautada por variáveis climáticas e históricas. Questione a classe também sobre as interações entre plantas e animais. Cite como exemplos a polinização, a dispersão de sementes, o abrigo para reprodução etc. Se for possível, exiba pequenos filmes sobre o tema (pesquise referências no youtube ou veja sugestões ao final desta sequência). 

Após a apreciação das imagens e as primeiras conversas, apresente à classe o ranking dos países mais ricos em biodiversidade.

Ranking Biodiversidade (clique para ampliar)

Ranking biodiversidade
Fonte: CHALLENGER, 1998, Conservation International, 2005. Clique para ampliar

Países com maior diversidade estimada de espécies conhecidas de vários grupos taxonômicos
Obs: os números entre parênteses representam as espécies endêmicas, ou seja, exclusivas dos ecossistemas do país. 


Com base na tabela, proponha que os alunos construam gráficos de barras por país, colocando as quantidades de cada grupo de animais e plantas existente. Em seguida, pergunte por que esses países são ricos em diversidade. Questione a turma também sobre a posição do Brasil no ranking. Deixe que os alunos apresentem suas hipóteses e registre-as no quadro.

2ª etapa 

Explique aos estudantes que eles vão buscar respostas às perguntas da etapa anterior por meio da análise de mapas temáticos.

Comece explorando os conhecimentos prévios da turma. Coloque no quadro os títulos e temas dos seguintes mapas: político; físico; clima e correntes marítimas; vegetação nativa; florestamento e desmatamento; utilização da terra.

Estimule a classe a falar a respeito dos temas tratados. Apresente os mapas e peça que os estudantes comparem as regiões do mundo. Registre as contribuições no quadro e solicite que as anotem nos cadernos. Aproveite para relembrar alguns conceitos cartográficos como legenda, proporção, área e visão vertical. Avalie a compreensão da turma.

Organize a classe em grupos e distribua alguns Atlas de Geografia. Proponha uma leitura exploratória e sugira que procurem mapas que possam explicar a megadiversidade. Deixe que selecionem os conteúdos. Se possível, proponha que pesquisem na internet outras referências.

Para ajudar na análise, apresente as questões abaixo:

Suporte: Os mapas que vamos trabalhar fazem parte do Atlas de Geografia, vocês conhecem outras fontes de mapas temáticos? Costumam pesquisar mapas na internet? Com qual objetivo?

Origem: A quem podem interessar as informações dos mapas em geral? Quem poderia elaborar um documento como este Atlas? Qual a fonte dos mapas do Atlas? E da internet? Em que ano os dados destes mapas foram recolhidos? Em que ano foram publicadas essas representações?

Período: As informações dos mapas mudam ao longo dos anos? Por quê? Indique três razões para os dados mudarem ao longo do tempo.

Conteúdo: Como vocês imaginam a biodiversidade nos lugares que conhecem? Nossa localidade esta representada nestes mapas temáticos? Quais seriam as características de nossa localidade segundo os mapas selecionados?

Valorização: Como a leitura destes mapas pode nos ajudar a entender a megadiversidade? Será que conseguimos obter mais informações sobre a megadiversidade da região em que vivemos?

3ª etapa 

Proponha que os alunos apresentem os mapas que selecionaram. Utilize o Atlas como referencia durante todo o trabalho. A ideia é que eles confrontem as informações encontradas com as hipóteses levantadas na primeira aula a respeito da classificação de alguns países como megadiversos. Isto deve ser feito com base na leitura e elaboração de uma composição sintética de dados.

Com base nos mapas político, de clima e de vegetação, oriente-os para:
- Destacar os 17 países considerados megadiversos.
- Checar as hipóteses levantadas (descritas na primeira aula)
- Organizar as informações mais importantes, segundo critério estabelecido pelos alunos.
- Buscar mais informações sobre a biodiversidade destes países na internet (veja sites sugeridos ao final deste plano).

Feito isso, proponha aos grupos a elaboração de um texto expositivo destacando:

Localização: Quais são os dados referentes aos países megadiversos? Em que continentes ficam? Qual a faixa de latitude e longitude?

Interpretação: Os países megadiversos estão localizados no hemisfério norte ou sul? Estão localizados em quais continentes? Que tipo de clima predomina nessas regiões? Que tipo de vegetação.

Reflexão: Como vocês explicam a relação entre clima e megadiversidade? Qual a relação entre o clima e a cobertura vegetal?

Solicite que os grupos apresentem suas reflexões e esclareça as dúvidas.

4ª etapa 

Nesta etapa, explore com a moçada os demais mapas. Em seguida, proponha que construam um mapa de correlação dos dados e um croqui de síntese.

Croqui cartográfico

O croqui cartográfico é uma represtação esquemática dos fatos geográficos e tem um valor interpretativo para expor questões. Portanto, não se espera um rigor quanto às convenções cartográficas. Essa representação, porém, deve deixar clara a complexidade dos fatos.

O croqui é elaborado com base em um ou mais mapas, de acordo com o critério estabelecido pelo autor - neste caso cada grupo de alunos. Os integrantes do grupo vão selecionar as informações que julgarem importantes, o que é diferente de copiar informações já apresentadas no mapas de consultas. O croqui pode ser feito em tamanho A4 ou A3, se for necessário.

Entregue a cada grupo um mapa político - que será a base para o croqui - e dois temáticos: cobertura vegetal e outro (selecione mapas listados anteriormente, como o de meio físico ou de clima). Se possível, organize dois grupos por conjuntos de mapas para obter análises. Para uma sala com quarenta alunos, por exemplo, é possível criar oito grupos com cinco integrantes e propor as seguintes combinações:
 

Mapas de correlação Grupos
Vegetação nativa e clima I e II
Vegetação nativa e relevo III e IV
Vegetação nativa e utilização da terra V e VI
Vegetação nativa e megadiversidade VII e VIII

Peça que cada grupo comece a atividade decifrando a legenda dos mapas que recebeu. Diga para seguirem o mesmo caminho anterior: localização, interpretação e reflexão.

Em seguida, os grupos devem desenhar por transparência os temas propostos para depois sobrepor. Utilize o passo a passo abaixo para orientar a turma.

1 - Sugerir que os alunos construam a carta base da vegetação nativa. Isso pode ser feito com base em um overley em papel transparente sobre o mapa recebido. Orientar os grupos para analisar a legenda e selecionar as classes de cobertura vegetal que irão utilizar. Discutir o padrão de cores e definir a legenda da carta temática 1.

2 - Preparar o overlay da carta tematica 2. Ela deve ter a legenda de cores convertida em hachuras . Essa conversão auxilia na sobreposição dos temas.

3 - Preparar a base do mapa político mudo. Neste mapa, destacar em preto os contornos dos 17 países megadiversos. Para cada grupo temático, construir as composições.

4 - Pedir que os grupos apresentem os seus trabalhos para a turma por meio dos croquis cartográficos. Organizar um grande debate para comparar os croquis e retomar as hipóteses sobre porque alguns países são megadiversos.

5ª etapa 

Como produto final, solicite que alunos escrevam um texto argumentativo sobre países megadiversos.
 

Avaliação 
  • Analise os produtos cartográficos quanto às legendas e convenções do mapa;
  • Analise a disponibilidade dos alunos para trabalhar em grupo;
  • Analise a compreensão do conceito de megadiversidade com produto das condicionantes físicas e biológicas dos países incluídos neste rol.
 
 
Créditos:
Sueli Furlan
Formação:
Selecionadora do Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.