Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Mobilidade urbana: delimitação cartográfica

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

- Conhecer geograficamente o espaço do cotidiano.
- Entender as condições de mobilidade existentes.
- Avaliar o espaço e sua influência na qualidade de vida.

Ano(s) 
Tempo estimado 
Cinco aulas.
Material necessário 

Mapa do município ou de segmentos de área metropolitana, lápis de cinco cores diferentes, além de um preto (de preferência 2B, de grafite macio), régua e um computador com acesso à internet, se possível.

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Instigue os estudantes a falar sobre seu cotidiano e observe se eles possuem conhecimentos sobre mapas e/ou os utilizam em sua rotina. Exponha a primeira etapa do trabalho e distribua o material. Defina a localização da escola como um ponto de referência comum.

2ª etapa 

Solicite aos alunos que localizem em seu mapa individual a escola, a casa, a biblioteca, o supermercado ou outros locais frequentados por eles. Acompanhe as inserções deles nos mapas. Depois, peça para traçarem percursos que são realizados de ponto a ponto (da escola para a casa, por exemplo). Os traços devem ser feitos durante uma semana, incluindo o sábado e o domingo, com um lápis grafite do mesmo número, para que os traços fiquem com a mesma espessura (se um percurso se repetir várias vezes na semana, o estudante fará um traço imediatamente ao lado do outro e ele ficará mais espesso que os demais ao fim da atividade). Eles devem anotar o tempo médio do trajeto ao lado de cada traço, o tipo de transporte utilizado (ônibus, bicicleta etc.) e o valor gasto (se um percurso foi feito dez vezes a um custo de R$ 2, o total foi de R$ 20, por exemplo). Abra para discussão. Cada aluno apresenta seu mapa e fala das condições de mobilidade disponíveis. Por fim, peça que observem pontos de lazer (parques, bibliotecas etc.) em seu espaço cotidiano com base nas próprias observações ou em sites (leia o quadro Quer Saber Mais? desta matéria) e digam se os frequentam e se gostariam de frequentá-los.

3ª etapa 

Divida a classe em grupos de cinco alunos. Peça para cada grupo elaborar em conjunto um mapa que reúna os mapas individuais feitos anteriormente. Em uma nova cópia, eles devem assinalar os pontos frequentados em lápis preto (haverá repetições, provavelmente, e elas devem ser assinaladas uma ao lado da outra). Em seguida, cada aluno, com uma cor diferente de lápis, traça seus percursos e faz uma legenda com a cor correspondente a seu nome. Isso resultará num espaço cotidiano mais amplo e servirá para mostrar a mobilidade de todos os membros de cada grupo. Peça que todos analisem o material, avaliando as condições de mobilidade e dos espaços públicos.

Avaliação 

Esta atividade permite dois tipos de avaliação. Na individual, cujo produto principal é o mapa de cada aluno, deve-se aferir o cuidado e a organização da observação e a capacidade de "cartografização" das informações - senso de localização e obtenção de algo visualizável devem ser considerados. Na coletiva, a experiência individual dará repertório à discussão e à produção do mapa coletivo e do relatório.

Flexibilização 

Inserir fotos de lugares conhecidos e frequentados pelo aluno com deficiência intelectual no mapa pode ajudá-lo a traçar seus percursos e a escrever legendas com descrições. Caso ele apresente limitações motoras, ele pode contar sobre a sua rotina e falar mais sobre os lugares da cidade que conhece. Neste caso, o tracejado no mapa pode ser feito por você ou por um colega. Ele também precisa ter noções elementares de tempo e de quantificação para investigar os valores de suas viagens. Amplie o tempo de realização da atividade e estimule o aluno a contar sobre as próprias dificuldades de acessibilidade que enfrenta. Ele tem muito a contribuir com o grupo.

Deficiências 
Intelectual
Créditos:
Jaime Oliva
Formação:
Doutor em Geografia Urbana pela Universidade de São Paulo (USP) e autor de livros.
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.