Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Leitura da linguagem corporal e produção de esquemas gráficos sobre jogos

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 
  • Reconhecer e compreender a cultura lúdica familiar. 
  • Ler e entender as principais práticas corporais familiares. 
  • Descrever, demonstrar e adaptar essas manifestações ao contexto escolar. 
Conteúdo(s) 
  • Leitura da linguagem corporal (jogos familiares).
  • Procedimentos de estudo (esquema gráfico e lista).
Ano(s) 
Tempo estimado 
8 aulas
Material necessário 

Papel pardo, pincéis atômicos e recursos para a prática de um jogo, caderno, gravador e máquina fotográfica.

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Inicie os trabalhos com um mapeamento dos jogos (esportes, jogos de tabuleiro ou de azar) presenciados ou praticados pelos estudantes em seu núcleo familiar. Converse sobre como aprenderam os jogos mencionados, com quem e em qual situação. Registre no quadro essas informações e peça que eles as anotem no caderno. Discuta com a turma uma proposta de classificação dos jogos: os que usam material ou não, os que envolvem corridas e pulos, os de menino e menina etc.

2ª etapa 

Solicite que os alunos levem à escola os recursos necessários para a prática do jogo combinado ou recorra aos materiais que a escola possui. Depois de uma preparação prévia, organize-os em grupos e distribua os materiais. Durante quatro aulas, os grupos devem se revezar e experimentar todos os jogos. Os integrantes que dispõem de informações sobre as regras e táticas devem ser estimulados a compartilhá-las com os colegas por meio da elaboração de um esquema visual e da escrita de uma lista de regras de cada jogo. Circulando pelos grupos, apoie a troca de informações, ajudando a todos no estabelecimento de acordos e combinados para jogar. No fim do quarto dia de vivências, reserve um tempo para que as equipes socializem seus modos de jogar e as características de cada jogo com base num novo esquema visual - dessa vez, elaborado coletivamente num papel pardo.

 

3ª etapa 

Retomando oralmente os jogos vivenciados, pergunte à moçada: quais despertam mais curiosidade? Coletivamente, elabore um roteiro de questões a serem respondidas relacionadas à origem das brincadeiras e à razão de existirem diferentes formas de praticar uma mesma modalidade. Discuta com a turma as possibilidades de encontrar as respostas - realizando pesquisas na internet, na sala de leitura, com os familiares etc. Distribua as atividades aos grupos e oriente as formas adequadas para a coleta e o registro das informações: caderno, gravador, máquina fotográfica etc. Combine uma data para a socialização das descobertas em painéis, comunicações orais etc.
 

Avaliação 

Apoiado em seus registros, nas atividades de socialização, nos materiais produzidos pelos estudantes e numa conversa final, identifique se ocorreram modificações nos modos como eles concebiam os jogos familiares. Verifique se a moçada passou a considerar as práticas importantes, se incorporou nas falas informações da etapa de pesquisa e se realizou as adaptações necessárias para a prática no ambiente escolar.

Créditos:
Marcos Garcia Neira
Formação:
Professor de Metodologia do Ensino de Educação Física na Universidade de São Paulo (USP).
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.