Aqui você pode pesquisar os planos existentes

 


Fatores políticos e pessoais na trajetória de militantes revolucionários

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

Perceber a ligação dos fatores políticos e pessoais na trajetória de militantes revolucionários

Ano(s) 
Material necessário 

Reportagem da Veja:

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Introdução

Os muros de uma prisão parecem destinados a sufocar o espírito e o pensamento em seu interior, mas alguns conseguem derrubá-los e construir a partir dos escombros. Por exemplo, as experiências de oito meses como prisioneiro estão presentes em Crime e Castigo, obra-prima do romancista russo Fiodor Dostoyevsky (1821-1881). E o escritor brasileiro Graciliano Ramos (1892-1953), aprisionado em 1936, forneceu um testemunho inesquecível sobre a repressão política no Brasil nessa época, com seu livro Memórias do Cárcere. Não por acaso, é esse o título da reportagem sobre a publicação da correspondência entre o líder revolucionário Luís Carlos Prestes e sua mulher, também presos em 1936. O texto de VEJA conta como Olga Benario, judia alemã e comunista, foi enviada a um campo de concentração na Alemanha de Hitler, onde nasceu a filha do casal, e como as cartas driblavam os censores dos dois países, falando a um só tempo de amor, firmeza militante e esperança praticamente até a execução de Olga pelos nazistas, em 1942.

Por tudo isso, resume VEJA, essas cartas reúnem "um grande valor histórico e humano". Mas será que seus alunos têm condições de perceber toda a riqueza dos documentos? Eles conhecem as figuras e os projetos de Prestes, Olga e outros personagens envolvidos no drama? A aula a seguir vai ajudá-lo a examinar, com a turma, os principais episódios desse período sombrio. Providencie cópias dos verbetes da página seguinte - pessoas e conceitos - destacados da reportagem "Memórias do Cárcere".

 

Após a leitura do texto de VEJA, peça que os alunos destaquem os personagens e episódios que consideram mais importantes. É provável que entre os destaques estejam alguns itens abordados neste plano de aula. Distribua as cópias dos verbetes e encarregue a turma de fazer pesquisas adicionais sobre eles.
Proponha que os estudantes consultem os livros indicados na bibliografia, enciclopédias e a internet, e depois tracem uma linha do tempo balizada pelas datas de 1922 e 1945. Com isso, eles podem comparar os acontecimentos políticos em nosso país e no mundo, o que tornará mais fácil a compreensão de como esses fatos estão relacionados. O ano de 1922, por exemplo, é o da ascensão do totalitarismo fascista na Itália e da criação da União Soviética. No Brasil, ocorrem a Semana de Arte Moderna, a fundação do Partido Comunista e a primeira rebelião tenentista contra a chamada República Velha. Já 1945 marca o do fim da Segunda Guerra Mundial, a libertação de Prestes e a derrubada do Estado Novo.

É importante que a turma identifique as ligações entre as correntes políticas nacionais e um contexto mundial mais abrangente. Vale citar a atuação da Internacional Comunista e suas relações com seus partidários brasileiros. Outro exemplo é a aproximação entre o governo de Getúlio Vargas e os regimes totalitários instalados na Alemanha e na Itália, em 1936 e 1937.

Verbetes

LUIZ CARLOS PRESTES
Organizou em 1925 uma rebelião tenentista contra a República Velha. Foi um dos inspiradores da chamada Coluna Prestes, que até 1927 percorreu o Brasil lutando contra a oligarquia. Nesse período, recebeu a designação de "Cavaleiro da Esperança". Aderiu ao comunismo quando estava no exterior, após a dissolução da coluna que levava seu nome. Em 1935, de volta ao Brasil, tornou-se presidente de honra da Aliança Nacional Libertadora (ANL).

OLGA BENÁRIO
Ligada à Internacional Comunista, casou-se com Prestes no exterior. Participou em 1935 da organização da insurreição de militares comunistas e da ANL contra o regime varguista - a chamada Intentona Comunista.

INSURREIÇÃO DO RIO DE JANEIRO
O levante mais tarde conhecido como Intentona Comunista consistiu numa série de revoltas militares relativamente desarticuladas entre si, lançadas depois que o governo Vargas declarou ilegal a ANL. O movimento teve início nos dias 23 e 24 de novembro de 1935, nas cidades de Natal e Recife, mas só chegou ao Rio de Janeiro no dia 27, sendo facilmente dominado.

PARTIDO COMUNISTA BRASILEIRO
Fundado em 1922, só foi colocado sob a liderança de Prestes pouco antes das rebeliões militares de 1935. Até 1945, sofreu uma feroz repressão.
Foi proclamado por meio de um golpe de Estado em 1937. A Constituição democrática de 1934 foi substituída por uma carta outorgada. Marcou uma nova fase da permanência de Vargas no poder: presidente revolucionário (1930-1934), presidente constitucional (1934-1937) e ditador (1937-1945).

ESTADO NOVO
Foi proclamado por meio de um golpe de Estado em 1937. A Constituição democrática de 1934 foi substituída por uma carta outorgada. Marcou uma nova permanência de Getúlio Vargas no poder: presidente revolucionário (1930-1934), presidente constitucional (1934-1937) e ditador (1937-1945).

ALEMANHA NAZISTA
O nazismo, sistema político totalitário, dominou a Alemanha entre 1933 e 1945. Um de seus traços distintivos foi uma perseguição sistemática aos judeus e antifascistas - comunistas, socialistas, grupos religiosos etc.

STALIN
Tornou-se o principal governante da União Soviética após a morte de Lênin, em 1924. Dirigiu com mão de ferro o país e o movimento comunista internacional até 1953, quando morreu.

PACTO DE NÃO AGRESSÃO HITLER-STALIN
Assinado pouco antes do início da Segunda Guerra Mundial, depois que as democracias ocidentais relutaram em se aliar aos soviéticos, permitiu que os exércitos alemães conduzissem o conflito em uma única frente.

Veja também:

BIBLIOGRAFIA
Memórias do Cárcere
, Graciliano Ramos, Ed. Record, tel. (21) 2585-2000
Olga, Fernando Morais, Cia. das Letras, tel. (11) 3846-0801
1935: A Revolta Vermelha, Jayme Brener, Ed. Ática, tel. (11) 3346-3001

FILMOGRAFIA
O País dos Tenentes
, João Batista de Andrade, Manchete Vídeo

Créditos:
Patrícia Raffaini
Formação:
Professora de História da Universidade Anhembi-Morumbi, de São Paulo
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.