Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Espécies invasoras

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 
  • Compreender os conceitos de espécies invasoras, espécies nativas e espécies endêmicas.
  • Identificar e caracterizar algumas espécies invasoras nos ecossistemas brasileiros.
  • Despertar o interesse para a pesquisa sobre biodiversidade, por meio da leitura e da interpretação de textos.

 

Conteúdo(s) 
  • Biodiversidade, ecossistemas, conservação, degradação, espécies invasoras

 

Ano(s) 
Tempo estimado 
Cinco aulas
Material necessário 
  • Giz, caderno, lápis, caneta, borracha, lápis de cor, canetinhas, cartolina, papel cartão, cola, fita crepe, cópias de texto para leitura.
  • Material de pesquisa: livros, revistas, computadores com acesso à internet.
Desenvolvimento 
1ª etapa 

Prepare para a turma o Jogo dos Conceitos: escreva na lousa o nome de cada conceito (espécie, espécie ameaçada, espécie endêmica, espécie exótica, espécie extinta, espécie invasora, espécie nativa, biodiversidade, além de outras ideias que achar interessante); anote em folhas de papel cartão todas as definições, sem identificá-las; leia para os alunos cada cartão e peça que tentem relacioná-los ao conceito.

Sempre que for necessário, releia o texto e acrescente informações. Quando acertarem a definição, cole o papel cartão abaixo da palavra escrita na lousa e repita essa atividade até que sejam identificados todos os conceitos.

Em seguida, peça que deem exemplos de animais e plantas que se encaixem em cada um dos conceitos e escreva os nomes. Se os alunos não se lembrarem de um ou outro exemplo, cite alguns nomes. Lembre-se que essa aula será um diagnóstico, no qual deve-se verificar o conhecimento inicial da turma sobre o assunto.

Texto de apoio ao professor Definições

Espécie: unidade básica de classificação dos seres vivos. Embora possa haver grande variação morfológica entre os indivíduos de uma mesma espécie, em geral, as características externas de uma espécie são razoavelmente constantes, permitindo que as espécies possam ser reconhecidas e diferenciadas uma das outras, por sua morfologia.
Fonte: IBGE, 2004.

Espécie ameaçada: espécie animal ou vegetal que se encontra em perigo de extinção, sendo sua sobrevivência incerta, caso os fatores que causem essa ameaça continuem atuando.
Fonte: IBGE, 2004.

Espécie endêmica: espécie animal ou vegetal que ocorre somente em uma determinada área ou região geográfica.
Fonte: IBGE, 2004.

Espécie exótica: espécie presente em uma determinada área geográfica da qual não é originária.
Fonte: IBGE, 2004.

Espécie extinta: espécie animal ou vegetal de cuja existência não se tem mais conhecimento por um período superior a 50 anos.
Fonte: IBGE, 2004.

Espécies invasoras: espécie introduzida pelo homem, de forma propositada ou acidental, em uma determinada região que não ocorria naturalmente. Essa espécie estabelece uma população que se reproduz sem controle de predadores e se torna uma praga, ameaçando a biodiversidade local.
Fonte: Wikipédia

Espécie nativa: espécie vegetal ou animal que, suposta ou comprovadamente é originária da área geográfica em que atualmente ocorre.
Fonte: IBGE, 2004.

Biodiversidade: é a riqueza e a variedade de espécies do mundo natural.
Fonte: WWF

 

 

2ª etapa 

Organize uma aula que esclareça as dúvidas apresentadas na primeira aula, fale sobre a dinâmica dos ecossistemas e como as espécies invasoras interferem nessa dinâmica. Para essa aula, utilize os textos de apoio abaixo. 
 

Textos de apoio ao professor Espécies invasoras

As espécies invasoras 
A Terra está sendo tomada por centenas de espécies resistentes e agressivas, que foram disseminadas, intencional ou acidentalmente. Metade da área terrestre do Havaí está dominada por espécies vindas de fora e que causam prejuízos de quase 140 bilhões de dólares por ano para a agricultura e outros segmentos. Estima-se que 3 mil espécies marinhas "peguem carona" todos os dias na água que serve de lastro para navios cargueiros. Pragas como o mexilhão-zebra têm o potencial de alterar de maneira catastrófica os ecossistemas que invadem. As espécies invasoras são consideradas a segunda maior ameaça às plantas e aos animais nativos, só perdendo para a destruição dos habitats. Elas provocam a extinção a um ritmo 100 mil vezes mais rápido do que o normal. Um quarto de todos os mamíferos e peixes está ameaçado, assim como um quinto dos répteis e anfíbios e um décimo de todas as aves.
Fonte: National Geographic Brasil, 2002.

 

3ª etapa 
Leve para a sala de aula diferentes fontes de informações sobre as espécies invasoras: livros, revistas, jornais, reportagens e artigos da internet.

Peça aos alunos que façam uma busca seletiva por espécies invasoras dos ecossistemas brasileiros e anotem o nome da espécie, suas características e o seu local de origem. Caso a escola possua uma sala de informática, essa pesquisa também pode ser feita na internet. Solicite que procurem informações também em casa e que produzam uma síntese da pesquisa para ser apresentada na próxima aula.

 

4ª etapa 

Proponha para os alunos a construção de um Dominó das Espécies Invasoras, com informações sobre as espécies e sobre o seu local de origem. Os alunos podem escolher fazer um único jogo para a sala ou cada um fazer o seu jogo para levar para a casa e brincar com a família.

Selecione com os alunos as sete espécies que farão parte do dominó. Caso a turma decida construir jogos individuais, solicite que escolham diferentes espécies.

Faça cartões de cartolina com 10 cm de comprimento e 5 cm de largura. Com uma caneta, trace uma linha dividindo cada cartão ao meio. Em cada metade peça que os alunos escrevam o nome de uma espécie invasora, com seu local de origem, ou façam um desenho ou que a represente.

O jogo segue a mesma lógica do dominó comum, composto por 28 peças diferentes, e combina os nomes das espécies com suas imagens respectivas. Podem jogar duas, três ou quatro pessoas. Cada participante recebe sete peças. Para começar a brincadeira, um jogador coloca uma peça na mesa. A pessoa que estiver à esquerda dele deve colocar outra peça que tenha a mesma espécie (nome ou imagem) da peça na mesa. O participante seguinte faz o mesmo e, assim, sucessivamente, forma-se uma trilha. Caso um jogador não tenha uma das espécies (figuras ou nome) das pontas da trilha, ele deve pegar outra peça do monte. Se não tiver mais peças, ele perde sua vez. Vence que conseguir acabar com as próprias peças primeiro.

Confira abaixo uma sugestão de organização do dominó:

Dominó das Espécies Invasoras
 

 

 

5ª etapa 

Depois de finalizar o Dominó das Espécies Invasoras, convide os alunos para jogar. Caso tenham feito jogos individuais, forme duplas, mas caso tenham optado por fazer somente um jogo para a sala, faça uma roda e divida a turma em dois grupos.

Durante o jogo solicite que os alunos leiam as características e descrevam a peça do dominó. Finalize a brincadeira em roda e pergunte à turma informações sobre as espécies e os problemas causados por elas nos ambientes que invadiram.

 

Avaliação 

Avalie a participação dos alunos nas atividades propostas e o resultado final do Dominó das Espécies Invasoras. Peça que os alunos exponham os conhecimentos que adquiriram durante esta sequência didática.

 

Créditos:
Ana Lucia Gomes dos Santos
Formação:
Geógrafa e Professora do Centro Universitário FIEO
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.