Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Esclareça os riscos e as vantagens da energia atômica

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

Identificar processos e conseqüências relacionados ao uso da fissão nuclear

Conteúdo(s) 

 

Ano(s) 
Material necessário 

Reportagem da Veja:

Desenvolvimento 
1ª etapa 
Introdução

O investimento em energia nuclear sempre provoca acalorados debates. Com a reportagem "O Veneno Persiste", você pode levantar algumas questões, explicando como surge o césio radioativo e também os efeitos da radiação.

Discuta por que os defensores da natureza temem a energia atômica. Pergunte se os alunos se lembram de algum acidente nuclear, aqui ou em outro país.

2ª etapa 

A reportagem destaca as previsões imprecisas dos técnicos a respeito do tempo de descontaminação das áreas atingidas pela radiação. Explique, com o quadro abaixo, que no decaimento o césio-137 se transforma em bário-137, emitindo partículas beta e raios gama. Os produtos desse processo podem transformar em material radioativo elementos dos organismos e do solo, antes inofensivos. As conseqüências podem ser funestas. Peça que os alunos pensem em danos que o processo pode causar à saúde.

 

 

3ª etapa 

Solicite que a classe construa um gráfico de decaimento de algum radioisótopo. Pode ser o próprio césio-137 (veja tabela). Mostre como é lento o processo de transformação do elemento. No caso do césio-137, são necessários trinta anos para que a quantidade produzida e lançada no ambiente se reduza à metade (meia-vida). A radiação emitida por ele e por outros produtos da fissão transformam isótopos não-radioativos - que fazem parte de seres vivos ou não- vivos - em radioativos. Com isso, torna-se difícil estimar o tempo durante o qual eles continuarão a fazer estragos.

 

4ª etapa 

Usando o gráfico, os alunos poderão trabalhar também função exponencial. O objetivo é chegar a uma relação matemática entre quantidade de material radioativo e tempo.

 

5ª etapa 

Divida a classe em dois grupos para pesquisar e debater os prós e contras da energia nuclear. De um lado, ela tem enorme aplicação na medicina e na indústria. De outro, traz inconvenientes: as armas, lixo atômico (acidente em Goiânia, em 1987) e danos ao ambiente.

Lixo Atômico

A fissão nuclear ocorre quando o núcleo do urânio 235 se parte, graças a bombardeios de nêutrons. Desse bomboardeio resultam nêutrons, radiações e outros elementos. Alguns são reaproveitáveis, outros não. É o "lixo atômico", formado por materiais altamente radioativos, entre eles o césio. Com o acidente em Chernobyl (citado na reportagem de VEJA), todo esse lixo espalhou-se pela Europa, levado pelo vento.

Créditos:
Julio Cezar Lisbôa
Formação:
Membro do Grupo de Pesquisa em Educação Química da USP, em São Paulo
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.