Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Da campanha "O petróleo é nosso" à Petrobras

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 
  • Interpretar os significados de diferentes manifestações populares como representação do patrimônio regional e cultural
  • Confrontar proposições e refletir sobre processos de transformação política, econômica e social com base em situações históricas diferenciadas no tempo e no espaço
Conteúdo(s) 
  •  O Período Vargas e início do governo JK

 

Ano(s) 
Tempo estimado 
Duas a três aulas
Material necessário 

Conteúdo relacionado

Este plano de aula está ligado à seguinte reportagem de VEJA:

 

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Introdução

Embora as sociedades utilizem o petróleo desde a Antiguidade, principalmente na sua forma conhecida como betume, no Brasil as sondagens e explorações desse recurso natural só começaram a serem feitas no final do século 19. O primeiro poço de petróleo perfurado com sucesso em terras brasileiras data de janeiro de 1939, em Lobato, na Bahia. Um atraso de 80 anos, se comparado com o primeiro poço perfurado nos Estados Unidos, em 1859, período em que esse combustível fóssil começa a ser produzido em larga escala e são descobertas novas formas de utilizá-lo, tanto na indústria quanto nos futuros meios de transporte.

Mas qual a importância do petróleo para a economia mundial e brasileira? Como a história do petróleo em nosso país se confunde com o processo de modernização e o fortalecimento do nacionalismo nos anos de 1940 e 1950? O que significou a criação da Petrobras e por que a imagem da estatal ainda é vinculada ao desenvolvimento do Brasil e frequentemente sua imagem está envolvida em conflitos e disputas políticas? São essas questões que devem nortear as discussões com turma nesta sequência didática.

Inicie a aula questionando os alunos o que eles sabem sobre o petróleo: sua origem e composição; utilização no mundo moderno; em quais produtos encontramos seus derivados; importância econômica no comércio mundial; dependência das sociedades modernas dessa fonte energética; quais problemas ecológicos ocorrem por causa de sua utilização; e, sendo o petróleo um recurso natural finito, quais fontes energéticas poderiam ser utilizadas para substituí-lo no futuro.

Registre esses e outros questionamentos que surgirem ao longo do debate, pois eles serão utilizados na pesquisa a ser feita no final desta etapa. Depois de discutir com a turma a importância do petróleo para nossa sociedade, leve-os à sala de informática onde possam ter acesso à internet ou, com auxílio de um projetor de imagens, exiba a linha do tempo "O petróleo no Brasil". Deixe que os alunos naveguem livremente pela página e analisem as informações. Se não houver acesso fácil à internet, imprima a linha do tempo e com ajuda dos alunos construa um pequeno painel em sala, reproduzindo o recurso, para que eles possam ter acesso à informação. Em seguida, peça para que eles se organizem em duplas e elaborem um relatório de pesquisa respondendo às questões levantadas no início da aula.

2ª etapa 

Após a elaboração do relatório, com base no entendimento que os alunos construíram acerca da importância do petróleo na vida das pessoas e na economia dos países, leve-os a relacionar o papel desse recurso natural com a modernização e o fortalecimento do nacionalismo no Brasil.

Apresente o ranking elaborado pela revista Exame sobre as maiores empresas do país em 2013. Conduza-os à análise dos dados, comparando os números da primeira colocada, a Petrobras,- relacionados a vendas, lucro e número de empregados - com as demais empresas apresentadas na lista. A leitura desses dados deve permiti-los compreender a importância dessa empresa, pela robustez dos valores apresentados, inclusive na comparação com as demais, demonstrando sua importância econômica e social para o país.

Em seguida, explique que o surgimento da Petrobras se deu em um contexto de grande debate em torno do controle da exploração do petróleo no Brasil, polarizado entre os chamados "nacionalistas" e "entreguistas", onde os primeiros defendiam o monopólio estatal sobre a exploração e produção do "ouro negro", enquanto o segundo grupo defendia a exploração deste recurso pelo capital privado, inclusive estrangeiro. Para ampliar o entendimento dessa questão analise com os alunos o cartaz da III Convenção Nacional de Defesa do Petróleo, promovida pelo Centro de Estudos e Defesa do Petróleo e da Economia Nacional (Cedpen), realizado em julho de 1952. A análise da imagem deve ressaltar os elementos característicos da campanha a favor do monopólio estatal do petróleo.

Para contextualizar as disputas políticas e as questões econômicas que estavam em choque nessa época, o professor deve proceder com os alunos na leitura da reportagem "Campanha ´O petróleo é nosso´ mobilizou o país no fim dos anos 40", do jornal O Globo.

Na sequência, exiba para a turma o documentário O Universo do Petróleo: a História do Petróleo no Brasil (Wagner Morales e Phillippe Barcinski, 2003), disponível aqui.

Antes de apresentar o documentário, levante alguns questionamentos aos alunos: quais os efeitos da campanha "o petróleo é nosso" sobre a exploração do petróleo no Brasil? Nesse contexto, o que significou a criação da Petrobras? Quais as vantagens e desvantagens da estatização e do monopólio da exploração do petróleo para o país? Qual a relação do controle desse recurso natural pelo Brasil com sua soberania e independência econômica? Essas questões serão retomadas para o debate após a exibição do vídeo. Para dinamizar a atividade, os alunos podem ser divididos em grupos responsáveis por responder a cada um dos questionamentos.

Após assistirem ao documentário, forneça mais subsídios para a conversa entre os alunos e proponha a leitura do texto "E ele voltou... o segundo governo Vargas: Petrobras", de Sérgio Tadeu de Niemeyer Lamarão e Regina da Luz Moreira, disponível no site do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (Cpdoc/FGV).

3ª etapa 

Com base no que foi estudado nas etapas anteriores, questione a turma sobre o que entendem por nacionalismo. Exponha os elementos que compõem esse conceito, como a utilização de símbolos para construção da identidade nacional, o incentivo ao patriotismo, a defesa do território em oposição a ameaças externas, o protecionismo econômico e o fortalecimento da economia, a defesa da soberania, entre outros.

Proponha a construção de uma linha do tempo relacionando a recente história do Brasil com acontecimentos envolvendo a Petrobras, desde sua criação até os dias de hoje. Solicite que os alunos busquem fontes que evidenciem a relação entre a empresa e a construção do nacionalismo no Brasil e a utilização da estatal como símbolo da modernidade no imaginário brasileiro.

Para orientar essa atividade, o professor pode retomar a linha do tempo utilizada na primeira etapa deste plano com a história do petróleo no Brasil. Organize a turma em grupos e oriente que cada um fique responsável por relacionar fatos envolvendo a empresa Petrobras com momentos específicos da recente história do Brasil. A linha do tempo pode ser feita virtualmente, utilizando-se recursos disponíveis na internet (clique aqui para saber mais) ou em painel a ser exposto na sala de aula.

A seguir, listamos alguns exemplos de pesquisas para a construção da linha do tempo:

Décadas de 1940 e 1950    A campanha "O petróleo é nosso" e a criação da Petrobras

Sugestão de fonte: http://veja.abril.com.br/historia/israel/brasil-campanha-petroleo-e-noss...
Décadas de 1960 e 1970 A industrialização e a utilização da Petrobras como símbolo da modernização brasileira no período da ditadura militar; o início da exploração de petróleo no mar

Sugestão de fontes:
http://oglobo.globo.com/infograficos/petrobras-60-anos/

http://oglobo.globo.com/pais/documentos-do-sni-mostram-como-ditadura-mil...
Décadas de 1980 e 1990 A Petrobras no período após a redemocratização; a abertura do país ao mercado externo; as políticas neoliberais e as privatizações; e o fim do monopólio da exploração de petróleo no Brasil

Sugestão de fonte:
http://memoria.petrobras.com.br/depoentes/lincoln-rumenos-guardado/quebr...
Anos 2000 em diante As novas descobertas de campos petrolíferos; a descoberta do pré-sal; a maior capitalização (oferta de ações) já feita por uma empresa no mundo (realizada em 2010); O polêmico leilão do campo de Libra (2013); denúncias de corrupção (caso da refinaria de Pasadena, em 2014)

Sugestão de fontes:
http://www.cartacapital.com.br/economia/as-criticas-ao-leilao-do-campo-d...

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,pre-sal-rendera-r-134-9-bi-a...

 

Avaliação 

O professor deve avaliar se, ao longo das atividades, os alunos conseguiram compreender a importância do petróleo no mundo contemporâneo: a utilização em larga escala, impactos ambientais, valor para a economia mundial e, especificamente, para a economia brasileira.

Avalie também se os alunos compreenderam o contexto em que a Petrobras foi criada e as questões nacionalistas bastante características dos anos de 1940 e 1950, evidenciadas nesse caso pela da campanha "O petróleo é nosso", liderada pelo escritor Monteiro Lobato. Outro aspecto que deve ser levado em consideração é se os alunos, ao pesquisarem as fontes históricas (notícias de jornais, reportagens, propagandas, vídeos, etc.), conseguiram articular a relação entre os acontecimentos históricos e políticos do Brasil, com o nacionalismo e o uso político da Petrobras como símbolo da modernidade no imaginário brasileiro.

Créditos:
Leandro Matos
Formação:
Mestre em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora e professor na Escola Municipal Presidente Tancredo Neves
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.