Ainda não há contribuições em grupos.

Você ainda não tem amigos adicionados

Eventos

Próximos Eventos

17/03/18
SOBRE O CURSO Discutir os principais aspectos do...
Adriana de Melo Ramos
publicou no grupo Violência Institucional na Escola

Olá, fico feliz em perceber quantos educadores interessados em discutir, estudar, trocar experiências e refletir sobre um tema tão delicado que é a violência institucional. Claro, que se for necessidade do grupo, poderemos abordar outros tipos de violência, como vocês citaram nas apresentações. Todavia, nosso objetivo é a reflexão sobre como a violência institucional pode contribuir para um clima escolar negativo.

Um abraço animado,

Adriana Ramos

0

Comentar

Login ou registre-se para postar comentários

Comentários

Adriana, penso que qualquer tipo de violência contribui para climas negativos. Entretanto, a escola me parece que necessita de uma mudança em sua estrutura, tanto física, como teórica, pois ela tem se tornado desinteressante. Currículos com conteúdos dinâmicos, modernos e com aberturas para as mais diversas possibilidades podem atrair os alunos para o estudo... pelo menos tenho essa percepção! Obrigado por participar!
curtir
3

Olá, Eduardo! Poderemos refletir sobre esses aspectos sim, teremos oportunidades nas próximas atividades! Seja bem vindo ao grupo! Um abç Adriana Ramos
curtir
0

A OCDE coloca o Brasil no topo de um ranking de violência em escolas. Os números da pesquisa demonstram que 12,5% dos professores ouvidos no Brasil se disseram vitimas de agressões verbais ou de intimidação de alunos pelo menos uma vez por semana. Trata-se do índice mais alto entre os 34 países pesquisados, pois a media entre eles é de 3,4%. Segundo os dados, depois do Brasil vem Estônia, com 11%, e a Austrália, com 9,7%. em contrapartida, na Coreia do Sul, Malásia e Romênia, o índice é zero. (Benjamin Ribeiro)
curtir
1

Eu acho importante que se aborde todos os tipos de violência que ocorre na escola sim, porém fala-se muito da que ocorre entre os alunos e esquece-se que a escola também contribui para este clima. Por isso achei muito interessante este tema: a violência institucional. Esta é a primeira vez que encontro este assunto em debate mais profundo, muito relevante esta discussão.
curtir
1

Meu nome é Simone, sou Educadora Cristã e Professora da rede privada de ensino. Observo também que há casos de violência no meio religioso, pois recebemos muitas crianças inseridas nos mais diversos contextos. Assim como nas escolas, essas crianças chegam com diferentes regimes de educação. Sabemos que nem todas as crianças nasceram em berço cristão e se faz necessário estudar muito sobre a violência institucional a fim de não somente levar a criança a ter consciência de seus atos, e a conviver com os outros pautados não somente em valores, mas também a partir de ensinamentos bíblicos. Além de trabalhar a mente dos "professores" voluntários para terem em mente que violência gera violência
curtir
0

Considero muito importante ter oportunidade de discutir todas as formas de violências que chega na escola e conhecer e refletir sobre as intervenções que dão, atualmente, os melhores resultados possíveis.
curtir
0

Adriana Considero de extrema importância abordar o tema "violência institucional" porque percebe-se que o assunto é muito presente no dia-a-dia escolar e muitas vezes não sabemos como lidar com esses casos.
curtir
0

O convívio dentro da escola, prepara a criança para conviver em sociedade de forma mais ampla e isso reflete na forma que esta submetida as relações ao longo de sua vida social.
curtir
0

Adriana, acredito muito, na educação contextualizada, onde nos mediadores do conhecimento, possamos incluir na vida cotidiana dos nossos educando a possibilidade de vê um mundo novo. Tenho observado que os educadores estão perdendo muito tempo com projetos de ações, que não acrescenta em nada na vida cotidiana dos alunos, exemplos, chegam no espaço educativo com baixa autoestima, e o educador esta preocupado em intensificar a Bandeira do Brasil, porém esta na hora de contextualizados o dia dia de cada um na vida da escola.
curtir
0

Olá, meu nome é Reginaldo e sou educador há apenas 2 anos na rede Estadual. Este assunto é muito pertinente pois já ouvi inúmeros relatos de colegas professores que foram vítimas de violência praticada pelos alunos.
curtir
0