Ainda não há contribuições em grupos.

Você ainda não tem amigos adicionados

Nenhum evento aberto no momento

Comentar

Login ou registre-se para postar comentários

Comentários

Boa noite! Como é bom poder participar de uma discussão tão complexa e em um momento tão delicado na escola. Fechamento do ano letivo. Diante da minha resposta e dos questionamentos que fiz a alguns professores e alunos vemos como o processo avaliativo marca mais que o processo de aprendizagem. Realmente diante de tantas discussões que já participei com os Professores que Coordeno, acredito que eles avaliam como foram avaliados. É engraçado como quando pergunto da construção da nota e em um dado momento o aluno caminha mas quando ele é avaliado de forma individual o rendimento cai desastrosamente. Antes de ver esse material estava buscando fontes que me ajudem a trabalhar esse contexto avaliativo na escola. Em um diagnóstico feito pela gestão detectamos que nas avaliações globais (2ª nota) mais de 50% das turmas não conseguem obter a "média" esperada e quando questionamos os professores falam que o problema é de base, desinteresse e por ai vai. Acredito na avaliação mediadora como única forma de na contemporaneidade significar a escola.
curtir
3

Gracy, embora os estudos e pesquisas em avaliação da aprendizagem tenham evoluído muito nos últimos trinta anos, a prática nas escolas é por demais conservadora para acompanhar essa evolução. Estás percebendo isso pelo que dizes. As notas e médias são condizentes com a prática classificatória. Por mais que o professor deseje mudar, os regimentos dessa natureza o impedem e ele acaba aceitando as determinações. Nas atividades seguintes, estarei trazendo alguns textos que mostram a importância de se pensar diferente sobre instrumentos de testagem e de análise do rendimento escolar. Eles poderão te ajudar a avançar nesse sentido. Enquanto isso, sugiro que convides outros professores da escola a acompanharem contigo essas atividades para que possam conversar a partir de pontos de vista comuns. Um forte abraço, Jussara Hoffmann
curtir
0

Olá Jussara, que legal você está aqui mediando esse grupo! Acredito que alunos e professores tem visões diferentes sobre porque avaliar na escola. Os professores veem como uma forma de avaliar a si e aos alunos e replanejar, e os alunos acredito que têm uma visão mais negativa sobre avaliação na escola. Eu como aluna via a avaliação de uma forma totalmente diferente da que vejo agora. Acredito na avaliação mediadora. A escola busca a aprendizagem de seus alunos e avaliar na concepção mediadora é buscar isso. Como diz nos textos acima (que são ótimos e gostei muito) avaliar é agir para melhorar a realidade, construir o futuro, a avaliação mediadora é uma avaliação a serviço da aprendizagem do aluno, de acompanhamento permanente, de intervenção pedagógica para a melhoria da aprendizagem e não para classificar e nem somente descrever ou explicar o presente, ela busca a aprendizagem de cada aluno sem perder o todo.
curtir
3

Priscila, que bom que estás lendo e acompanhando esses estudos. De fato, os alunos têm muito a dizer sobre a escola e sobre a avaliação. Muitas vezes os professores não os ouvem. Estudantes querem e pedem ajuda todo dia, querem aprender o que não sabem. A visão negativa e punitiva da avaliação classificatória, entretanto, torna essa prática cruel e excludente. Não existe educação sem avaliação, mas no sentido de analisar, refletir, apoiar o aluno naquilo que ele precisa. Se a avaliação se reduzir a aplicar provas, a computar resultados, a aprovar e reprovar alunos, perde completamente o seu sentido. Espero que acompanhes as demais atividades do Grupo, pois meu objetivo é evoluir nesse sentido com vocês, mas isso exige outras leituras que estarei propondo. Obrigado por sua participação, um forte abraço, Jussara Hoffmann
curtir
2

Avaliar significa fazer análise de; pesando vantagens e desvantagens para replanejar ações. No caso da escola, concordo com a colega; os professores(alguns),avaliam a criança ou o aluno que não aprendeu; e não a maneira como determinado assunto foi ensinado, e somente o aluno é penalizado.
curtir
1

Claudete, que bom que estás participando dessa discussão. Na atividade 2 pretendi evoluir com a questão: o que avaliar? O que vai te ajudar na reflexão sobre como mudar essa realidade nas escolas. Espero que as leituras te ajudem e faça os seus comentários para que eu possa ajudar. Um forte abraço, Jussara Hoffmann
curtir
1

Por que avaliar na escola? Segundo o professor de educação infantil é:Uma ação intencional inerente ao processo ensino aprendizagem. Do ensino fundamental:Para saber se estão aprendendo os conteúdos ensinados. E quanto ao professor universitário:Para saber até onde se foi e pensar os novos passos...
curtir
1

Claudete, as respostas dos entrevistados não estão "incorretas", mas poderíamos dizer que estão "incompletas". No caso da Educação Infantil, não basta, por exemplo, observar todos os dias as crianças, deve ser um "olhar" intencional, consciente, ou seja: observar, registrar o que lhe chamou mais atenção PARA replanejar as atividades seguintes tendo em vista o que viu em cada criança. No caso do prof. do Ensino Fundamental, ele apresentou uma visão conteudística. Se avançares para a atividade 2 - o que avaliar? - percebes que ele deixa de lado as outras dimensões do conhecimento: a forma de aprender, os objetivos alcançados, as metodologias utilizadas. A sua resposta está voltada a uma visão "classificatória" de avaliação. No caso do prof. do Ensino Superior, a sua visão de avaliação tem por foco essencial o próprio professor. É preciso replanejar o trabalho a seguir, mas "para auxiliar o estudante a avançar". De nada adiantaria ele replanejar para continuar a sua própria ação pedagógica sem pensar no estudante... Claro que são apenas algumas hipóteses a partir das respostas que trazes. Segue em frente, realiza as outras leituras. Um abraço, Jussara Hoffmann
curtir
1

Olá, primeiramente é um prazer está mais uma vez em grupo da Nova Escola, espero e sei que muito irei aprender com cada um de vocês. Bem, acredito que a importância de se avalia na escola se dá pelo fato do todo, como assim? A escola é um conjunto, professores, alunos, ambiente, conhecimento. Por este motivo vejo que o ambiente escolar é também um ambiente que precisasse se ter a avaliação. Segundo uma discente de Pedagogia, devemos avaliar na escola porque é o ambiente que mais o aluno frequenta. Com base no vídeo, é perceptível que a avaliação é a construção de várias etapas anteriores que o docente precisa desenvolver em sala.
curtir
0

Danillo, é isso mesmo! Educar e avaliar não são ações dissociáveis. Não há como educar sem avaliar, no sentido de promover o educando moral e intelectualmente. Costumo dizer que o professor nem entrou em aula e já está avaliando, pois ao levar em conta, como dizes acima, onde, para quem, por que e como educar, ele já está avaliando a situação de ensino-aprendizagem. Muito boas as tuas considerações, um abraço!
curtir
0

Olá, Pensar o avaliar no diferentes níveis traz a reflexão da intencionalidade da avaliação, é muito interessante como em entrevista a resposta dos professores muitas vezes não refletem a pratica e quando reflito nas respostas dos alunos elas sim refletem uma pratica. Pensei que talvez a escola não faça o uso esperado da avaliação, há muito a aprender sobre avaliar é um debate constante e necessário a todos os envolvidos.
curtir
0

Vivian, que bom participares de nossas discussões. Tens muita razão, mas eu diria que a escola "pensa" até demais em avaliação, mas no sentido dos seus instrumentos - provas, testes, notas, registros. E avaliar não pode se reduzir ao seus instrumentos, pois se trata de um processo muito mais amplo e complexo, que envolve, como diz o Danillo acima, o contexto educacional, o cenário da sala de aula, os sujeitos envolvidos no processo, as concepções de aprendizagem... Esse é, de fato, um debate longo, e que exige estudo e discussão entre professores para se ter alguma evolução... Um abraço!
curtir
0

Olá! Me chamo Márcia Mendes. Sei que as postagens são antigas, mas gostaria de deixar minha contribuição. Em minhas leituras sobre avaliação, percebo que esta ainda causa medo nas pessoas, pelo próprio sistema de avaliação imposta pela sociedade. Posso relatar em minhas experiências que avaliar é algo importante, principalmente, quando faço uma autoavaliação. Não sou a mesma professora em cada semestre. Cada período de aula é um aprendizado, e ao me avaliar contribui para a mudança da minha própria prática. E essa percepção os alunos acabam fazendo, eles não são os mesmos quando entram nas escolas ou universidades. O que os alunos aprendem hoje de conteúdos ou outras vivências os incentivam a serem novamente desafiados e irem avante, irem adiante. Todo dia são aprendizados adquiridos que os instigam a buscar novos horizontes. Avaliar deveria acontecer como um processo natural. O processo de avaliação brasileira ainda está distante desse processo natural. Bom, esse são minhas percepções. Agradeço por essa oportunidade. Abraço!
curtir
0